segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

É hoje no Vegas



Dando continuidade à série infinita de confraternizações de fim de ano, eu, em nome de toda a tripulação, convido para a festa de lançamento do primeiro disco do Comodoro, "Acabou o Bailinho".

O coquetel começa às 11h30 na noite MoshMondays do Vegas, com muito rockabilly e psychobilly do pântano. À 1h30 tem show e depois ainda vêm Rassif, Tibira e Juliani no som até de manhã.

Quem quiser pagar 10 de consuma manda um e-mail para Manu&Bel no rassif@gmail.com.

Go Drive!

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Rádio Pirata



Hoje é dia de entrevista e plays do Comodoro na Rádio Pirata, programa semanal de música underground que rola na Visual Radio, do VJ Spetto.

Clique aqui e sintonize a Rádio Pirata toda quinta, das 20h à meia noite.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Vai atolá

Ontem teve Aiatolá Kronfleini na última edição do ano da festa latina Cha Cha Cha.

Pode parecer estranho, mas os beats do deserto casaram perfeitamente com a proposta da noite. Sheiks e odaliscas se esbaldaram na pista com o fino do cafona árabe, como este hit da lenda Amr Diab.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Recicla, Brasil

Se descer a ladeira de bike a milhão, vira do avesso.

Muitos tristes

Foi o UOL que falou...

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Ronalducho é da Fiel




Há uns bons anos eu vi uma entrevista do Femônimo dizendo que, se jogasse em São Paulo, queria vestir a camisa do Corinthians.

E ele esperou o momento certo. Cultivou o cabelo black, deixou a barriga crescer (e não o contrário), assumiu que é maloqueiro/sofredor/graças a Deus e será o nosso centroavante em 2009.

"Duvido muito de que o Ronaldo Fenômeno não vá assinar com a gente nas próximas horas. Faltam só alguns detalhes... Ele quer a Copa do Mundo de 2010. Se quisesse só dinheiro iria para o Manchester City ou para o mundo árabe, onde as ofertas são estratosféricas. Se quisesse só gozar a vida, ficaria no Flamengo, com as maravilhas do Rio. Mas está disposto a abrir mão de grana e de mostrar que quer voltar para valer. E conosco, pode escrever. Sim, aqui tem um bando de loucos", diz Luís Paulo Rosemberg, vice-presidente de marketing do clube.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Boquete sonoro

Com as apresentações dessa artista ultra-moderna-conceitual-experimental, a pergunta mudou para: você cospe, engole ou faz barulho?

Confesso que prefiro sem microfonia.


Sábado esquecível



Nokia Trends e filme novo dos irmãos Coen: duas promessas de bons programas, duas frustrações.

A noite começou no Belas Artes. Os jornais diziam que o humor negro de "Queime Depois de Ler" era divertido, mas eu não consegui soltar nada além de tímidas risadinhas internas em dois ou três momentos. Tem John Malkovich, Brad Pitt, George Clooney e diretores aclamados, mas eu achei o filme fraquinho. Se puder, queime antes de ver.

Depois resolvi ir ao Nokia Treta no Cine Marrocos. Tá, o lugar é bonito, mas não combinou com uma balada desse porte. Lotado, 40º na sombra, sem ar condicionado e um som muito ruim. Balada zuada e suada.

Fiquei um ano lendo sobre o "novo projeto do Zé Gonzales", o mega-revolucionário NASA. Marketing puro. O que vi foi uma discotecagem feita de mashups estranhos e músicas velhas/saturadas que ninguém mais aguenta ouvir. Para completar, monstrinhos b-boys (foto) ficaram 1 hora dançando feito Telletubies no palco.
Um passo para trás. Saudade do set old school do cara.

Depois veio o tal do Z-Trip com mais mechupes bizarros. Repetiu o erro da atração anterior, com a pachorra de tocar os mesmos Nirvana e Pink Floyd. Hora de dar tchau.

Enfim, ou os programas estavam realmente de chorar, ou eu que virei um tiozinho ranheta. Quem sabe os dois.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Pitboi

Pitbull sempre foi coisa de jiu-jiteiro no brain, mas agora também é coisa do passado.

Nervoso mesmo é ter um pitboi.




quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Tripé da Família Buscapé

Precisa de um estabilizador para sua câmera mas não tem nenhum tripé por perto?

Seus problemas acabaram.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Jungle Julia

Para começar a segunda temporada.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Você sabia...

... que a lendária caveira do Misfits saiu de uma publicação do Stan Lee?

Certa vez, o cara reuniu em um livro imagens de monstros com falas engraçadas, como as que você vê a seguir:





Algum Misfitiozinho esperto pegou a imagem abaixo e transformou no logo que ficou conhecido mundialmente.

Pó pará cu pó

Você tem que tomar uma overdose de Jesus. Injetar na sua veia o sangue que correu na cruz.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Capacete



Depois do Breeders no Planeta Terra, outro super-herói de uma galáxia distante teve que vir lááááá do começo da década passada para salvar mais um festivalzinho mequetrefe. Azar dos brasilienses, sorte nossa.

O Helmet cancelou sua apresentação no DF e de última hora arrumou um encaixe no SP Noise, sábado na Eazy. A exemplo de Bad Brains e Suicidal Tendencies, fez um show inesquecível praticamente no quintal de casa.

Com os poucos cabelos que lhe restam grisalhos, Page Hamilton é o único da formação original, mas o time que vem tocando não faz feio. Simpático e comunicativo, o líder da banda mostrou que ainda manda muito. Meteu o volume da guitarra no talo e sentou a porrada nos rifes duros e marcantes do Helmet.

O show foi um resgate de todos os discos da carreira. Repertório muito bem escolhido e executado, mesclando os maiores hits com outras menos famosas. E Unsung pra fechar, claro.

No domingo apareceram umas marcas estranhas no meu braço. Hematomas, arranhões. Quase deu treta com a patroa, mas eu expliquei que fui pro show do Helmet sem capacete nem armadura.

Acabou o Bailinho

Sim, perdemos pro Axl Rose. Ele terminou o disco antes que a gente... Mas a chuva veio brindar o fim da nossa saga, e agora podemos encher a boca pra dizer: acabou o bailinho!

Vai lá no myspace escutar as músicas. Terminamos a master ontem e mandamos o material pra fábrica hoje.
Quinta tem show na FunHouse e dia 22 de dezembro tem festa de lançamento do CD no Vegas. Aguardemmmmmmm

video

terça-feira, 18 de novembro de 2008

A prova dos 2009

Vem chegando o verão, o calor no coração, o último feriado do ano, único do segundo semestre, todo dedicado ao café do nosso pingado (mas e o Dia da Consciência Árabe, quando é?).

Bom, se você passou perrengue o ano inteiro e sentiu falta dos dias festivos, pode levar as mãos aos céus e agradecer a Zumbi, Alá ou quem quer que seja: 2009 está do jeito que o brasileiro mais gosta.


01/01/09 quinta-feira Confraternização Universal

23/02/09 segunda-feira Carnaval

24/02/09 terça-feira Carnaval

10/04/09 sexta-feira Paixão de Cristo

21/04/09 terça-feira Tiradentes

01/05/09 sexta-feira Dia do Trabalho

11/06/09 quinta-feira Corpus Christi

09/07/09 quinta-feira Revolução Constitucionalista (SP)

07/09/09 segunda-feira Independência do Brasil

12/10/09 segunda-feira Nossa Sra Aparecida - Padroeira do Brasil

02/11/09 segunda-feira Finados

15/11/09 domingo Proclamação da República

20/11/09 sexta-feira Zumbi/Consciênciência Negra

25/12/09 sexta-feira Natal


Ao todo serão 8 feriados na segunda ou sexta e 5 feriados na terça ou quinta. Ou seja, 13 feriados em dias úteis. Se somarmos aos feriados em sábados/domingos e emendas quando cair na terça/quinta, teremos 44 dias de puro chinelo.

O ano tem 365 dias, ou 52 semanas. Portanto, 104 dias de descanso. Você tem mais 30 dias de férias, com os 13 feriados e suas emendas somamos mais 5 dias, e assim iremos trabalhar somente:

365 - (104+30+13+05) = 213 dias

Isso significa que pegamos no batente em 58,35% do ano, ou 1.704 horas das 8.760 horas = apenas 19,45% das horas do ano.

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Qual é a sua graça?

Nicks em caixa alta ou baixa, com ou sem frases complementares, sempre igual ou diferente a cada dia, tipo da fonte, cor da fonte, imagem escolhida, jeito de escrever... Enfim, querendo ou não, deixamos diariamente no messenger uma série de pistas que desvendam um pouco da nossa personalidade. E uma das mais emblemáticas é o tipo de risada.

Conte-me como ris que te digo quem és:

HAHAHA, a clássica
Simples, direta e funcional: se você é uma pessoa de bom senso, usa a risada-padrão.

RS, a legenda
Difundida no Rio Grande do Sul, a risada RS nada mais é do que a abreviação de "(risos)". Uma coisa esquisita, porque ao invés de reproduzir o som da risada, a pessoa prefere legendar suas ações. Imagina se ela fizesse isso para tudo, como ficaria chato. "Oi... (pensativo) O que vc tá fazendo? (bocejo) Eu tô aqui tomando uma cerveja (arroto)". Não, sem chance.

HEHEHE, a contida
Quando a risada não chega a ser uma risaaada, é apenas um riso, costuma-se usar o HEHEHE. Essa variação do HAHAHA pode funcionar bem, mas tome cuidado e use com moderação: quando aplicada em demasia, pode transformar você em um mala bobo alegre.

HIHIHI, o riso maroto
Esta outra variação do HAHAHA indica um momento traquinas do "amigo internauta", como diz o Galvão Bueno. Por algum motivo, a pessoa está serelepe e faz questão de dividir isso com você.

KKKKKKK, a sarcástica
Talvez a mais bizarra das risadas online, o KKK não tem nada a ver com Ku Klux Klan, mas é mais do que uma risada comum; soa como um deboche.

AHUAHUSHUAHSUASHUAHUA, o miguxo
Flagrada em muitos fotologs por aí, a risada miguxo é praticamente um atestado de debilidade mental. Misturando letras em caixa alta e baixa, esse tipo de risada denuncia o intelecto pouco desenvolvido de seu dono ou dona, os famosos retardados digitais. Exemplo: os emos choram, mas quando por acidente soltam uma risada, usam esse formato detestável.

JAJAJA/JEJEJE, os latinos

Versão Mercosul da risada-padrão difundida pelos hermanos da Espanha e da América de baixo. Se rolar um contato internacional, não tente entrar na onda do portunhol, pois você pode passar vergonha com o Luxemburguês. Melhor ficar com o nosso HAHAHA, patrimônio nacional.

CUSTOM, a sua

Se você não usa a risada-padrão e, assim como eu, descarta todas as outras, pode criar sua própria forma de rir à web. O RARARA de Fábio Mola Guedes e o COAAAAAA de Mari 16v são dois bons exemplos do que sua imaginação pode fazer por uma internet mais criativa e engraçadinha.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Force Quit

Alguém dá um option+maçã+esc no presidente, per favore?

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Beleza Brasil



Concurso carioca “Garota da Laje” oferece carro usado como prêmio

A rádio carioca Saara está promovendo a 4ª edição do concurso de beleza “Garota da Laje”. O concurso tem como objetivo principal exibir a beleza feminina dos terraços das comunidades e bairros do Rio de Janeiro. A vencedora ganhará como prêmio um carro usado, ano 2001, avaliado em R$14 mil.

A 2ª colocada ganha uma piscina em fibra de 5 mil litros. Já as 3ª, 4ª, 5ª e 6ª colocadas serão premiadas com uma super laje pré-moldada de 30 metros quadrados, som, churrasqueira e o melhor: R$ 199 para gastar em artigos de uma loja de R$ 1,99!!!

Corra: as inscrições vão até o dia 31 de janeiro.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Fresco/boiola

Zuado pelo priminho de 7 anos.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Ele nasceu para brilhar



Ontem foi um dia agitado. Como se não bastasse o planeta inteiro se encher de esperança com a vitória do pop star Obama (eu também quase chorei no discurso do Lula na Paulista) e o corte de uma dúzia aqui na agência (escapei de mais essa guilhotina), a noite de quarta reservou cenas das mais bizarras no mundo futebolístico.

O zagueiro André Luiz, do melancólico Botafogo, tomou o cartão amarelo da mão do juiz e quase esfregou na cara do coitado. A cena foi engraçada. O juizão ficou assustado, sem saber o que fazer, mas não foi a primeira vez que isso aconteceu.

Então, o prêmio de maior pop star da noite foi mesmo para o nosso amigo Luxa, que inovou: eu nunca tinha visto um técnico comentar o jogo do próprio time na TV.

Quando ouvi o asno do Cléber Machado falar "Vanderlei, o que você achou do primeiro gol do Argentinos Juniors: foi falha da zaga ou mérito do atacante?", não quis acreditar que o Vanderlei que estava ali na cabine da Globo era o técnico do Parmera. Mas era.

Com o microfone quase na orelha, o áudio quase inaudível, aquela voz peculiar e as velhas brincadeirinhas sem graça, o rei da maracutaia aproveitou que o auxiliar Nei Pandolfo dirigia o time reserva em Buenos Aires para pagar de comentarista.

Pé frio, foi obrigado a ficar dando desculpa para a derrota por 2 a 0 e a eliminação da Copa Sul-Americana.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Come get wet with DJ Sweat

Foi bem legal a estréia da MoshMondays ontem no Vegas. A única coisa ruim, pior que esse título infame, foi a vodka Gorfov que arrebentou minha terça. De resto, só alegria.

Vou tá passando o killer set então, a nível de compartilhamento:

1 batmobile - police at the door
2 meteors - shout so loud
3 sharks - bye bye girl
4 cramps - bikini girls with machine guns
5 sex pistols - rock around the clock
6 hellacopters - before the fall
7 eagles of death metal - secret plans
8 autoramas - catchy chorus
9 iggy pop - run like a villain
10 dead kennedys - halloween
11 misfits - where eagles dare
12 motorhead - dance
13 body count - kkk bitch
14 butthole surfers - birds
15 mudhoney - suck you dry
16 nirvana - very ape
17 l7 - everglade
18 helmet - renovation
19 white zombie - thunder kiss'65
20 breeders - i just wanna get along
21 voodoo glow skulls - the drop in
22 faith no more - falling to pieces
23 stone temple pilots - sex type thing
24 rage against the machine - renegades of funk
25 smashing pumpkins - i am one

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Pau na véia

Jesus não ensinou que devemos oferecer a outra face? Então...

Vai lá



Hoje estréia o projeto das minhas sobrinhas Manu e Bel {Rassif} no Vegas.

"MoshMondays" vai rolar toda segunda com show e discotecagens, no lounge e no porão. É rock sem frescura para quem já quer começar a semana daquele jeito.

Vou botar um som cedo, da 0 à 1h. Quem colar ganha um drink por conta da casa.

sábado, 1 de novembro de 2008

19 minutos

video

Foi tudo que restou do longo ano de trabalho em cima do disco do Comodoro. Em pleno Halloween, finalmente as mix ficaram prontas.

Quem ouve as 10 faixas com média inferior a 2 minutos cada, não imagina a treta que foi pra fazer. Como adestrar um bando de adolescentes com mais de 30 que mal sabem tocar? Trabalho para o produtor e broder Kill Biu, o sexto elemento, que abraçou a causa com uma boa vontade e uma paciência indescritíveis.

Depois de muitos contratempos, o mais importante aconteceu: o disco ficou a nossa cara e todo mundo está satisfeito com o vômito de menos de 20 minutos, bem curto e bem grosso.

Agora só falta masterizar e prensar.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Vodka Rapicho



Se você achava que nada poderia ser mais bizarro do que a banda Carrapicho, pérola do Norte, chegou a hora de conhecer a versão russa do sucesso "Tic Tic Tac (Bate Forte o Tambor)", que virou "Malcik Chodet v Tambov".

Como se não bastasse uma banda russa ter a pachorra de regravar a canção, alguns detalhes tornam esse vídeo ainda mais exótico:

- Sim, foram os russos que nos imitaram, e não o contrário.
- Sim, eles conseguiram misturar Carrapicho com Família Adams no clipe.
- A música foi hit em 1997, na Rússia e nos países que formavam a URSS.
- Não sei se por arrependimento, culpa ou resignação, o vocalista Murat Nasyrov se suicidou pulando da varanda de um bar.

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Pensa...

Manteiga podre

Antes mesmo de sair a notícia de que os Racionais estrelariam a próxima campanha da Nike, um dos maiores ícones da subversão cultural já tinha se rendido à tentação da grana publicitária.

Em seu primeiro comercial na TV (veja abaixo), Johnny Rotten tenta descobrir por que gosta tanto da manteiga Country Life. E depois de ver o filme, a gente fica se perguntando por que nego espera tanto tempo pra poder tirar um troco com a fama que fez.

Será que depois de 30 anos o discurso expira e aí vale qualquer negócio?

Enquanto isso em Nova York, a Christie's realiza seu primeiro leilão de relíquias do movimento punk no dia 24 de novembro. São discos, fotos, pôsteres e outros objetos de desejo.

Entre os destaques está o quê? O primeiro press release dos Sex Pistols.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Mini Korg Khule Hain

Esse indiano com pinta de caiçara da Torcida Jovem do Santos tem o primeiro sintetizador wireless do mundo.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Os cafajestes também têm coração



Desde a primeira batida de palmas, "Heart On" mostra que a proposta divertida e despretensiosa do Eagles of Death Metal continua a mesma no recém-lançado disco novo.

Entre momentos mais bobinhos e outros com certa influência queensofthestoneagiana na harmonia e nos rifes, o álbum segue a linha do rock cafajeste que passou pela Clash há 1 ano.

Daquela vez, nem um problema no som estragou o ânimo do público e do carismático vocalista El Bigodón, que não canta nada, mas manda bem no palco.

Nóis sofre mas nóis goza

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Ah, se ela soubesse...



Todo brasileiro sabe que nosso país tropical é abençoado por Deus e bonito por natureza. Que nossos risonhos lindos campos têm mais flores, e nossos bosques têm mais vida. Que nosso povo é a coisa mais linda, mais cheia de graça.

Pois chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor.

Mergulhe fundo nesse Brasilzão belo, forte, impávido colosso, com uma compilação especial dos mais charmosos perfis nacionais que podem ser encontrados no Orkut.

Mas antes de começar essa surpreendente jornada, muita atenção. As cenas a seguir são fortes, como essa comodorette from hell da foto. Se você sofre de problemas cardíacos, não clique aqui.

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Super prafrentex

Te lembra alguma coisa?



Estrelando: estúdio ex-Azedo, ainda nosso.

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Diferentes e não iguais




Com esse verso de "Mulheres Vulgares", os Racionais MC's costumavam definir a postura rebelde e contestadora que sempre marcou suas carreiras.

Os manos sempre fizeram questão de reafirmar essa atitude fugindo da mídia impressa, das rádios, da MTV, da playboyzada e de tudo que representa "o inimigo". Uma questão de princípios.

Pois bem. Agora surge a notícia que uma nova campanha da Nike está para sair. O tema? Futebol de rua. As estrelas? Racionais MC's.

Até tu, Browntus?

sábado, 18 de outubro de 2008

RocknRolla



"RocknRolla – A Grande Roubada" é uma história de sexo, “carreiras” e rock’n roll.

Assim começava a sinopse do UOL sobre o novo filme do escritor e diretor Guy Ritchie, uma das indicações desta edição da Mostra de Cinema. Cheguei no Cine Bombril uma hora antes da concorrida sessão, consegui meu ingresso e descobri que, para descrever o filme assim, o cada vez pior portal da Folha sequer viu o trailer.

RocknRolla praticamente não tem sexo, não tem drogas e não tem rock n'roll. É apenas mais uma trama divertida feita de jogos, trapaças, canos fumegantes, ganância e personagens do submundo do crime. Tudo sob o consagrado estilo dinâmico e bem-humorado do ex da Madonna, tendo como cenário o underground londrino.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Dothinho de Pêthego

Mas que gracinha...

Briminho esperto

São raras as crianças com tamanha lucidez.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Muito mel e pouca lama

"Suck You Dry", "Touch Me I'm Sick" e mais umas 3 no bis foram os poucos momentos mais quentes do showzinho morno que o Mudhoney fez ontem na Clash.

Também, faz só 1 ano que eles tocaram no mesmo lugar... E daquela vez foi muito melhor. O som estava bem mais alto e o público mais animado.

Mas ok. Para um programinha di grátis na quinta tá valendo.

video

Mim want to play

Muita gente me pergunta por que as músicas do Comodoro são quase todas em inglês. E a resposta sempre é, na verdade, duas.

Primeiro porque criar boas letras em português é uma tarefa das mais difíceis. Por melhores que sejam, na grande maioria das vezes soam de um jeito bem esquisito. E depois porque, embora se possa encontrar muita coisa boa em todas as línguas, o rock foi feito para ser cantado em inglês. Ou você acha que não existe essa ligação harmônica entre gênero e idioma?

Claro que sim. E vai muito além da questão cultural. A voz é um instrumento como outro qualquer, e os elementos que a compõem (fonemas, pronúncias, ritmo, acentuações) precisam estar em total sintonia com os outros instrumentos e com o estilo musical em si.

É por isso que não soa bem uma bossa nova em russo, uma tarantela em espanhol, um merengue em italiano ou um tango em francês. E é por isso que as maiores bandas de rock do mundo cantam em inglês, sejam britânicas ou americanas.

Tente lembrar de alguma puta banda de rock da França. Da Espanha. De Portugal. Da Itália então, nem se fala. Da Holanda. Da Alemanha (se você pensou em Scorpions, nunca mais volte aqui). Do Canadá. Do Japão. Da Argentina. Do México. Do Brasil.

Do Brasil??? Clique aqui and go drive.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Melhorar meu squash e educar meu (um)beagle



Eu costumo ligar a TV só para ver futebol, normalmente durante o fim de semana. Outro dia liguei em plena quinta-feira para me distrair enquanto jantava, quando uma matéria me chamou a atenção.

Era a cobertura jornalística de um fato importante: a ida de Débora Secco à churrascaria. A reportagem se propôs a revelar com quem ela foi, em que mesa sentou, se pediu polenta para acompanhar, quantos tipos de carne comeu e se no final ficaram uns fiapinhos de picanha entre os dentes da moça.

Aí você fica se perguntando: "como as pessoas conseguem se interessar por isso?". E chega à conclusão que o povão gosta mesmo de saber tudo sobre as "celebridades", sobre as musas e galãs da novela, e é por isso que a televisão abre espaço para tanta falação da vida alheia.

Mas de repente você, que trabalha em um dos maiores grupos de propaganda do mundo, lê a mensagem de despedida do diretor de criação em um site famoso. E percebe que tudo que pensou a respeito do assunto não faz sentido: o complexo de TV Fama/BBB é geral.

"Saio depois de 16 anos feliz por ter feito tanto, conhecido tantos países, resolvido tantas encrencas. Foi uma separação extremamente amigável e maturada. Agora, vou fazer um pouco de cinema. Se der, quero também melhorar meu squash, e - tarefa mais difícil de todas - dar um tico de educação ao meu Beagle".

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Gelo negro



35 anos de carreira, uns 20 discos gravados, centenas de shows nas costas e uma novidade que não traz nada de novo. Monótono? Não para quem já nasceu um clássico como o AC/DC.

Vazou "Black Ice", primeiro álbum da banda desde 2000.
- E aí?, perguntou um amigo que ainda não ouviu. Tudo que consegui responder foi:
- Cara... É AC/DC.

É o que eles sabem fazer bem feito. Bom como sempre para quem gosta, igual a todos os anteriores para os que não curtem tanto assim. Escutei uma vez ontem à noite, achei legal, mas hoje preferi ouvir o Sepultura velho mesmo.

Melhor que o disco novo é a promoção que a Sony BMG lançou para os fãs brasileiros no site acdcrocks.com/br. Clique e veja o palco montado em pixel art, o público formado pelos avatares que a galera cria e a contagem regressiva para um show virtual.

Além disso, ao responder a pergunta “por que você é o maior fã do AC/DC?” você corre o risco de ganhar uma viagem com acompanhante para assistir o show de estréia da turnê de "Black Ice" em Nova York.

Acordei nervoso



O som que vim escutando no iPod hoje me fez lembrar a história do meu primeiro CD, lá por 1993.

Todo mundo já tinha CD Player, mas meu pai insistiu por uns anos a mais naquele Gradiente clássico que tinha rádio, toca-discos e dois toca-fitas. As BASF laranjas cansaram de rodar ali até o Seo Reginaldo resolver adquirir o modelo JVC com a mecânica de CD Player mais estúpida do mundo.

Era uma caixinha que entrava e saía do aparelho, onde cabiam 6 CDs de cabeça pra baixo. Uma coisa bizarra, feita para quebrar. E foi nesse som que tocou o primeiro CD que eu tive na vida - "Chaos A.D.", do Sepultura. Meu pai falou: "Vai lá na Disconcert e escolhe um".

Fazia muitos anos que não ouvia. Caralho, como é bom.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Macumba digital

Você nunca viu nada parecido.
Antes de assistir, cruze os dedos.

Epitáfio

Há de viver, em algum lugar da América, a banda que por aqui descansa.
Não chorem por nós, bravos brasileiros. Estivéssemos vivos, faríamos desta uma noite memorável.
Carregamos o silêncio profundo da Rua Pequetita para confortar o sono que ameaça ser eterno.

† NIN †

E como este é o primeiro túmulo 2.0 do mundo, deixamos uma lembrança sempre viva:

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

myPhone



Megadeth, "Killing Road", Av. Brasil, 10h20.

terça-feira, 30 de setembro de 2008

domingo, 28 de setembro de 2008

O festival que eu fiz



Não sei se foram as pessoas de sempre que envelheceram (no bom sentido, até), o line-up que era fraco ou eu que já fui com outro espírito. Provavelmente tudo isso junto. Fato é que o Skol Beats desse ano foi o mais low-profile de todos. Calmo, sereno, em velocidade de cruzeiro.

O Justice, que era para coroar o auge da festa, foi mal escalado e tocou muito cedo, enquanto o povo ainda chegava. E depois dele ficou tudo morno, até o Digitalism. O alemãozinho e seu amigo gordinho bem que tentaram reacender a pista, xingando todo mundo e pedindo pra galera mexer a bunda, mas esta edição do evento estava mesmo fadada ao banho-maria.

Nesse momento da foto a gente estava sentado ali, comendo um inofensivo sanduba oferecido pela sala de imprensa. O Ronaldo passou, clicou, e logo depois levantamos para ver o Digitalism e ir embora antes do amanhecer.

Sem fortes emoções, sem manhã de domingo na Marginal, sem D-Edge lotado, sem perrengue e sem ressaca. Tudo conforme o programado.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Combustão

Divulgação de uma festa bancada pela Diesel.

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

É mole mas sobe



É... Parece que esse CD do Comodoro tá mais embaçado que o "Chinese Democracy" do Guns N' Roses. E a prova final é que até os ingleses do The Zimmers passaram na frente e lançaram seu álbum de estréia, "Lust For Life". Detalhe: os membros da banda têm em média 90 anos.

O disco inclui dois covers:

"My Generation" [The Who]



e "Firestarter" [Prodigy]

Movidos pela paixão



Clique aqui e conheça a autorizada Fiat ideal para você trocar o óleo.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

NIN São Paulo, NIN Porto Alegre

O motivo alegado foi "imprevistos técnicos". Mas nas internas, comenta-se que o cancelamento dos dois shows que o Nine Inch Nails faria no Brasil ocorreu por bilheteria fraca.

O que os caras queriam? Começam a vender uns 4 meses antes e a R$180 a pista? Não sabem que brasileiro sempre faz as coisas de última hora? E que esse preço assusta qualquer um?

No final, quem se fode é sempre nóis, povo sofrido e amargurado, que fica sem o maior show do ano. Espero que o Justice seja tão legal ao vivo quanto parece, porque se depender da escalação do Tim Festival... Feliz 2009.

domingo, 14 de setembro de 2008

Espírito do tempo



Embora "Zeitgeist" já tenha 1 ano de vida, eu ainda não tinha parado pra ver. E pelo que pude perceber, muita gente nunca ouviu falar.

Produzido por Peter Joseph (pseudônimo de James Coyman), da GMP, é um dos melhores documentários no estilo teoria da conspiração já feitos. Mesmo que você seja daqueles que prefere fechar os olhos diante das evidências para manter seus conceitos e crenças intactos, não tem como assistir e não ficar com uma ou várias pulgas atrás da orelha.

Juntando fatos, dados, semelhanças e coincidências com uma linguagem direta e provocativa, o filme enfia o dedo em três feridas delicadas: a igreja católica, os ataques de 11/9 e o Banco Central Americano.

A primeira parte, chamada "A maior história já contada", é a mais foda e, para mim, a mais óbvia. Questiona as intenções e os efeitos da religião nas pessoas, mostrando vários indícios de que Jesus Cristo é apenas uma representação do Sol, e nunca existiu. Todos os mitos que envolvem sua figura são um plágio barato da criatividade de outras religiões mais antigas. Tipo a edição mais vendida da mesma história absurda que já tem mais de 2 mil anos e continua com o mesmo sucesso.

A segunda e a terceira parte estão ligadas pela obsessão dos americanos pelo poder. Segundo o documentário, o ataque de 11/9 é um plano arquitetado pelos próprios em parceria com os árabes, e os prédios só teriam caído daquele jeito porque colocaram explosivos em suas estruturas. Uma cena muito bem montada para incitar a opinião pública contra o inimigo (terroristas que vivem escondidos nas cavernas) e a favor da guerra.

Tudo porque a guerra gera lucro, e este foi apenas mais um pretexto que os EUA costumam inventar para poder começar uma guerra. O dinheiro que financia a guerra vem da Reserva Central, comandadada por poucas e tradicionais famílias de banqueiros, e é emprestado ao governo com juros para render uma dívida cada vez maior. E é essa organização que pretende dominar o mundo e estabelecer um governo mundial.

Essa última parte eu até acho que pode ir um pouco além, mas a mensagem é positiva e o conteúdo do filme é muito rico para quem não se satisfaz apenas com a versão oficial dos fatos. Clique aqui e assista "Zeitgeist - The Movie" online com legendas em português.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

O tripé de uma campanha



Eu poderia citar Lacraia, Sérgio Mallandro, Ovelha, Thammy Gretchen, Netinho de Paula, Enéas Filho, Japonês do Funk, Rita Cadillac, Heitor Pit Bitoca, Túlio Maravilha... Parece que este ano as opções para vereador no zoológico do Horário Eleitoral estão especialmente caprichadas, e com requintes de crueldade.

Mas entre tantos candidatos de peso e expressão no cenário político nacional, este humilde blog se vê obrigado a destacar o popular e carismático Clóvis Basílio dos Santos, conhecido mundialmente como Kid Bengala.

Visitei o site do PPS (Partido Popular Socialista), partido da Soninha, pelo qual nosso personagem do dia lançou sua inusitada candidatura. Curioso para saber onde poderia encontrar meu candidato para conhecer suas propostas e ainda prestigiar um showmício ao vivo, cliquei em "Meu Dia-a-Dia", onde encontrei a seguinte agenda:

00 de Julho de 2008

08:00 Nome do Compromisso
08:00 Nome do Compromisso

00 de Agosto de 2008

08:00 Nome do Compromisso
08:00 Nome do Compromisso

00 de Setembro de 2008

08:00 Nome do Compromisso
08:00 Nome do Compromisso

Depois de anotar todas as datas, locais e horários, fui em busca de tudo que ele já realizou como político em "Biografia Política". O texto começa citando o longo tempo de participação no partido - "filiado ao PPS desde 2007" - e segue contando um pouco da história deste notável guerreiro do nosso povo:

"Natural de Santos e pai de três filhos, Kid Bengala, 53 anos, é evangélico e freqüenta o culto todas as sextas e domingos, mas ficou conhecido pelos diversos filmes para adultos que protagonizou em mais de 27 anos de carreira, distribuindo diversos autógrafos por onde passa. Porém, pouca gente sabe que Kid Bengala é formado como melhor aluno em projeto de ferramentas pelo SENAI, em São Paulo".

Resta saber se, além de melhor aluno, foi ele quem projetou a sua famosa ferramenta. Se foi, lembre-se do maior cabo eleitoral do Brasil: para grandes obras, vote 23333. Já que é pra foder... fode direito!

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Ela voltou



Uma das suas maiores musas da adolescência, daquelas que você cansou de idolatrar, de repente engordou, envelheceu, cortou o cabelo, fez plástica. Enfim, virou uma baranga desqualificada da cabeça aos pés. No jeito de se vestir, de falar, nas idéias e tudo mais. Tão diferente que você até esquece que um dia a parede do seu quarto já foi forrada de pôsteres com o nome e a cara dela.

Muitos anos se passam sem que você retome aquele amor fervoroso, a não ser em um ou outro bom momento de nostalgia e recordação. E eis que quando você menos espera, surge ela, linda e exuberante como nos velhos tempos, mesmo carregando na alma as marcas de tudo que passou.

Foi algo parecido com isso que senti ao ouvir o novo do Metallica, "Death Magnetic". Como a maioria dos fãs antigos, eu tinha parado no excelente "Black Album", órfão de "Kill'Em All", "Ride The Lightning", "Master of Puppets" e "...And Justice For All", melhores ainda. Meio incrédulo, resolvi baixar o disco novo e tive a grata surpresa: forte e pesado, "Death Magnetic" tem identidade e é construído sob rifes bem consistentes, que trazem traz de volta o autêntico cheiro e gosto da banda, adormecidos em algum buraco negro da história.

Como nas antigas, as músicas são longas e têm em média 7 minutos. O vocal de James Hetfield está impecável, e agora com Trujillo no baixo o Metallica tem um substituto de Cliff Burton à altura. Antes tarde do que nunca.

O álbum leva 'morte' no nome, mas começa com um coração batendo. E a faixa que abre é "That Was Just Your Life", uma paulada que lembra tanto os primeiros discos que parece mais Megadeth do que o próprio Metallica.

O que vem a seguir é uma extensa caminhada onde é possível reconhecer e relacionar as diferentes fases do Metallica ao longo dos 20 e tantos anos de carreira. Tudo isso sem perder o fôlego e a pegada, a não ser em "The Day That Never Comes", uma espécie de nova "The Unforgiven" que não é a "The Unforgiven III", que também está no disco.

"Death Magnetic" é recomendado para quem já curtiu muito aquela banda dos cinco primeiros discos e esperou tanto tempo para escutar alguma coisa que se assemelhe, e contraria o ditado que diz que tempo bom não volta nunca mais.

terça-feira, 9 de setembro de 2008

Arte como polêmica

O ataque à Choque Cultural é polêmico e rende uma discussão eterna, que começa pela velha pergunta "o que é arte?", passa pelo conceito específico de street art e não tem um final à vista.

A verdade é que o fato tem muitos lados e eu vejo fundamento tanto no ataque quanto na indignação dos artistas, dos donos da galeria e de todo mundo que tachou o ato como puro vandalismo.

Graffiti é arte, piXo também. Se não no campo plástico, no da tipografia. Isso tudo analisando simplesmente a forma e o resultado fora do contexto social e político em que eles atuam, obviamente.

Quem estiver disposto a enxergar o lado do "mal", pode ver que os piXadores usam do vandalismo para fazer valer todo seu caráter subversivo e defender sua classe. A classe dos que nasceram na marginalidade, dos que usam a rua como vitrine da sua expressão maior, como válvula de escape de todas as suas angústias, como o único lugar onde é possível cravar seu nome em letras garrafais para todo mundo ver, sem pedir nada em troca.

Levar tudo isso para dentro de uma sala com ar condicionado, champanhe e canapés, à mercê de um preço estabelecido que gera muito mais lucro ao dono do estabelecimento e muito menos ao artista, e ainda ir parar na sala de um playboy qualquer, vai contra todos os preceitos da street art. Ainda mais para uma galeria que se entitula "espaço para arte underground".

Por outro lado, o ataque pode esconder uma inveja , uma vontade reprimida de ter sua expressão valorizada, seu nome escrito em uma fonte mais convencional na etiqueta da peça ou na página do jornal, reconhecido simplesmente como um artista ao invés de um marginal. Ou não.

Quem conseguiu ganhar um troco e um nome no meio artístico com peças na galeria não merece ter sua arte destruída. Nenhum artista merece, e todos têm direito de fazer o que quiserem com suas coisas. Vender ou não é uma opção, e como disse o Chubas, os donos das peças avariadas deveriam aproveitar para vendê-las agora pelo dobro do preço.

Mas essa discussão é velha e sempre invadiu os campos de todos os tipos de arte. Ou não vão xoxar a gente no dia em que o Comodoro tocar no Faustão?

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Arte como crime, crime como arte



No último sábado, cerca de 30 pixadores (assim mesmo, com X, como eles mesmos escrevem) invadiram e atacaram a Galeria Choque Cultural (Rua João Moura, 997, Pinheiros) para protestar contra a comercialização da cultura de rua por parte dos galeristas e do poder público.

Os caras apavoraram tudo: paredes, teto, obras de arte expostas e as funcionárias que estavam trampando ali na hora. Os manos já fizeram uma página no Flickr, onde já se nota um começo de debate. E a discussão promete ir muito mais longe.

YearbookYourself



Quer saber como seriam seus diferentes estilos ao longo do tempo? No site YearbookYourself você faz o upload de uma foto com a sua linda carinha e pode ver como seria sua pinta nos anos 50, 60, 70, 80 ou 90 - um protótipo diferente a cada 2 anos, principalmente no corte e no penteado. A viagem no tempo e no staili também vem acompanhada da trilha sonora da época, que você pode desligar quando quiser.

Em algumas fotos o rosto não fica bem encaixado, mas você pode ajustar tamanho, altura e ângulo. Essa aí, por exemplo, ficou certinha.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Escape From Rehab



Sacanear a doidinha da Amy já é mania mundial há um bom tempo. Com tanto barraco, a cantora dá pano pra manga e é alvo fácil de paparazzis, tablóides, blogs e tudo quanto é tipo de imprensa. Já vi de tudo, desde apostas de quando ela vai bater os tamancos até esse game que me mandaram hoje, entitulado "Escape From Rehab".

O joguinho consiste em você, Miss Winehouse, aniquilar inimigos usando drogas e álcool como armas. Você pode escolher atacar com uma seringa, um cachimbinho de pedra ou uma garrafa de whisky. Se ganhar, passa de fase; se perder, vai para a clínica de reabilitação.

Quer jogar? Clique aqui.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Negócio da China



Olimpíada, festa de todos os povos, celebração do esporte, da saúde, da união de raças, credos e culturas. No discurso, tudo é muito bonito. Mas pouca gente fala do preço que é pago para a realização do glorioso evento.

Além da grana que está envolvida, os Jogos servem para o governo chinês tentar esconder suas sujeiras. O país conhecido por sua sabedoria milenar, uma das grandes potências econômicas do mundo, é o mesmo que tem 16 das 20 cidades mais poluídas do planeta, que expulsa da capital milhares de trabalhadores que não têm nem dinheiro para comer, só para causar boa impressão aos turistas, atletas e jornalistas que passam pelas ruas. Que espanca e prende qualquer pessoa que expressa seu apoio ao Tibet, e que recruta voluntários para trabalhar de graça em nome de um respeito que a Pátria retribui com a mais ingrata repressão.

Não conheço a China. Pelo que vejo daqui do outro lado, aquele formigueiro deve ser algo muito sinistro. Mas nada muito diferente do que deve rolar por aqui durante a Copa.

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Pelo direito do passe livre

Tem mulher que não entende o costume do homem de olhar para a bunda de (quase) toda fêmea que passa. Talvez por não conhecer e entender o universo masculino, essas vilãs confundem a inevitável filmada no bagageiro com um flerte, uma mirada profunda nos olhos, praticamente uma traição, quando na verdade não passa de um hábito quase insignificante.

Insignificante porque não denuncia, não expõe e, se feito com discrição, não ofende. Às vezes você olha e nem vê, olha por olhar, olha até pra retaguarda de mulher feia, só porque seus olhos é que olharam sozinhos sem o seu consentimento.

Quando você vai ver, já viu.

Pode me chamar de machista, mas deixo aqui o meu protesto: todos os maridos e/ou namorados deveriam ter licença para dar o tal confere inofensivo! Até mesmo um metrossexual anglo-saxão.





quinta-feira, 31 de julho de 2008

Meu nome é Havanir!



Quem vê o semblante sério e a voz imponente, não imagina o doce de jenipapo que existe por trás dessa sergipana arretada conhecida internacionalmente como Dra. Havanir.

Em seu estupendo site pessoal, "a deputada estadual mais votada da história do Brasil e da América Latina" revela todas as facetas de uma autêntica guerreira do povo.

Médica dermatologista, pianista, tecladista, sanfoneira, evangélica, perdigueira country, micaraver, tiete do Maluf e muitas outras personalidades incríveis que você só vai descobrir se clicar aqui e der um passeio pelos quatro charmosos cantos de seu rancho na internet.

A aventura começa com uma animação de última geração, embalada pelo hino que vai ecoar de norte a sul desse país: o tema adaptado de Rocky Balboa, o eterno garanhão italiano dos ringues, que agora ganha uma linda letra. O jingle é tão marcante que se tornou o principal suspeito pelas rugas excessivas no rosto do astro que faz aquela propaganda de carro ao lado da Gisele Bündchen.

E é claro que o hino - um arquivo que leva o simpático nome de "HavaniiiiiirRockyIniEFim.mp3" - pode ser baixado direto da seção "Downloads" para virar o mais novo toque do seu celular!

Nessa mesma seção você ainda encontra três tipos de fundos de tela: "Havanir com Acordeon", "Havanir Lutando pelo Povo" ou simplesmente "Dra. Havanir". Já em "Vídeos", você conta com ainda mais opções imperdíveis, mas nenhuma se compara a "Dra Havanir ao Piano e seu Cachorro Erudito". Não deixe de perder.

Depois de conferir todo esse espetáculo tipicamente brasileiro, nossa jornada chega ao fim com uma longa e inesquecível viagem pelas identidades secretas da heroína tupiniquim escolhida para dar continuidade à saga do saudoso Rei Enéas.

Divirta-se!

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Disco do Quiz



Como minha TV a gato só tem a seleção roots da TVA roubada com o cabo da internet, tenho pouco acesso aos canais pagos da nossa televisão.

Por isso demorei para descobrir, descendo ao 15º andar do Edifício Comodoro, o irmão mais velho da cada vez mais adolescente e retardada MTV: o VH1.

Foi lá no ap do Chubas que tive um flashback dos primeiros anos de MTV Brasil, com uma programação recheada de clipes dedicados à minha geração, além de documentários e entrevistas.

Pois bem. No site do canal você pode acessar uma porrada de clipe e ainda brincar com alguns joguinhos ótimos para quem tá sem trabalho e quer um passatempo na firrrma. O mais legal é esse aqui, das capinhas dos discos.

Formamos um trio aqui na agência para matar todos, mas ficou faltando o do Kanye West, que eu nunca iria adivinhar.

Mission: save the Word



Já imaginou os Superamigos reunidos na Sala da Justiça, mas com as fontes mais tradicionais no lugar dos super-heróis?

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Tubo mortal



Porque um evento tão alto astral merece um mascote à altura.

Clique e veja com seus próprios olhos.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Caverna adentro



Que solta ar, que espirra, que prende, que assobia, que lança jato, tudo isso eu já vi. Mas uma assim, que transforma homens em boneco de posto e depois engole, confesso que é a primeira vez.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Apito de cana




Simplesmente sensacional - o maluco bem que tentou dar um migué e simular um bico-de-papagaio, ficou todo torto, mas não deu certo. Se ligaram que ele tava bebaço e expulsaram o juizão de campo antes mesmo do jogo começar.

O árbitro bielorusso Sergei Shmolik foi banido do futebol pela confederação de seu país, mas em compensação pode encher a lata à vontade pro resto da vida.

Motoboy transado





R$2.200 a jaqueta e R$420 a calça - estes são os precinhos da microcoleção do Justice que será lançada amanhã na filial brasileira da loja+estúdio de comunicação+restaurante Surface to Air [Al. Lorena, 1989].

O francês Jéremie Rozan, um dos donos da empresa e amigo da dupla, recebeu a missão de produzir a primeira série de roupas dos músicos.

Tanto as jaquetas de couro como as calças jeans levam a pegada rocker do duo eletrônico. E embora custe os olhos furados da cara, já têm fila de espera.

Dei uma fuçada e encontrei essas fotos das peças. São bem legais, mas não pro meu humilde bico.

Bom Gosto & Sensualidade



De noiva, conjuntinho ou lolita colegial, não importa. Venha revelar toda sua sensualidade na Zaldirene - Noivas, Estética & Lingeries.

Além das peças de puro luxo, requinte & sofisticação, no site você pode também conferir o charme e a beleza das nossas modelos & manequins.

Clique aqui.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Marilyn Manson é careca!



Esta é simplesmente a maior descoberta depois do trauma em saber que a Vovó Mafalda era homem.

One Song as a Preview



Saiu a primeira música do projeto One Day as a Lion, de Zack de la Rocha (vocal do Rage Against the Machine) e Jon Theodore (ex-batera do Mars Volta).

A música se chama "Wild International", acaba de ser divulgada no MySpace da banda [clique aqui para ouvir] e faz parte do EP de estréia, que leva o nome da dupla e tem lançamento previsto para o dia 22 de julho.

Essa primeira amostra pode frustrar quem espera algo inovador. A pegada é bem parecida com a do RATM, substituindo os rifes de guitarra do Tom Morello pelos teclados do próprio Zack.

Radioh3aD



Com leitores lasers que gravam os movimentos do rosto dos músicos em 3D, o novo clipe do Radiohead - "House of Cards", já é bem interessante.

Mas se você clicar aqui, vai descobrir que o mais legal é poder interagir com essas imagens em três dimensões.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Batera dos sonhos



Outro dia liguei pro Azedo pra ver se rolava um ensaio e o cara tava andando de bike na chuva, melado em Ilhabela, às 7 da noite do domingo. Disse que se sentia feliz como nunca e que estava pensando em ficar por ali mesmo, vendendo umas miçangas e uns cachimbinhos de argila na praia.

Caso o nosso amigo hippie-metal resolva mesmo assumir a alma cheia de paz, amor, drogas e sexo livre, nós, Comodoros remanescentes, teríamos que arrumar um novo baterista.

Depois de ver esse vídeo, descobri que a tarefa não será tão árdua assim.

Dupla Ro-Ro: Ronaldo e Robusto



Se ele ainda pode jogar bola, por que eu não posso?

Sábado no campeonato inter-agências da APP, o vovô Finazzi guardou 3 na vitória de 5 a 1 da Sun MRM sobre a Neogama. Quem sabe, sabe... Diz aí, Femônimo?!

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Orelhudos, rabudos e bicudos

Que dureza



Outro dia vi essa enquete de "melhor show do primeiro semestre", mas não posso votar porque não fui em nenhum.

Bob Dylan
Chuck Berry
Earth, Wind and Fire
Fergie
Herbie Hancock
Hillary Duff
Iron Maiden
Joss Stone
Macy Gray
Megadeth
Metric
The Go! Team
My Chemical Romance
Ozzy Osbourne
RBD
Rod Stewart
Rufus Wainwright
Seal
Sean Kingston
Whitesnake

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Fuck the systsem



Because the systsem just fucked you.